• Nara Brito Barro Advogada

Revisão da taxa de correção do FGTS de 1999 a 2013: saiba como receber o dinheiro

Atualizado: Mai 19




Por que a taxa de correção do FGTS pode ser revista?


• O rendimento do FGTS é de 3% ao ano, além da atualização monetária feita a partir da TR (Taxa Referencial), que é atualizada pelo Banco Central.


• Do final de 2017 para cá, a taxa TR está em 0 e é menor que a inflação desde 1999, quando foi criada.


• A taxa de atualização monetária de valores serve para manter o poder de compra para compensar a inflação, mas se há a utilização da TR então não existe compensação, pois é 0, ocasionando prejuízos ao trabalhador.


• Logo, o objetivo da ação de revisão do reajuste é solicitar que o indicador TR seja substituído pelo Índice Nacional de Preços ao Consumido (INPC) que nada mais é do que o índice de inflação, ou ainda pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo Especial (IPCA-E).


• Além disso, o que aumenta as expectativas da ação, diz respeito a informação recente do STF que informou que a Taxa Referencial (TR) não é um índice que acompanha a inflação por isso não pode ser aplicado para corrigir os precatórios.


Quem pode ajuizar a ação de revisão da correção do FGTS?


• A revisão dos valores recebidos pode ser solicitada por qualquer trabalhador que tenha tido a carteira assinada entre o período de 1999 a 2013.


• Mas a análise sobre a possibilidade de ajuizamento da ação deve ser feita com cautela, pois trabalhador tem que ter atuado em emprego com carteira assinada do ano de 1999 até agora. Não quer dizer que seja o mesmo emprego desde aquele ano, mas dentro de algum período desse intervalo.


• O ano de 1999 é considerado porque foi quando a regra do reajuste começou a valer.


Segundo algumas análises, o reajuste seria possível a princípio para trabalhadores que têm saldo nas contas do FGTS, mas, em alguns casos, também para quem tenha realizado saques.


• Vale lembrar que todo os trabalhadores que já tenham resgatado parcialmente ou integralmente o FGTS também podem se beneficiar, no entanto, essa questão vai depender da decisão e da modulação dada pelo STF (Supremo Tribunal Federal).


Como solicitar a revisão da correção do FGTS?


• Dependendo da decisão do STF, só terão direito a receber os valores corrigidos do FGTS aqueles trabalhadores que entraram com ação judicial contra a Caixa Econômica Federal. Por isso, para solicitar a revisão, é necessário propor a ação na Justiça Federal, que pode ser individual ou coletiva, com ajuda de um advogado ou defensor público.


• A decisão do STF estava com data marcada para o dia 13/05, e não há como prever qual serão os efeitos modulatórios da decisão caso seja julgado procedente o pedido de revisão. Mas existe a possibilidade de os Ministros considerarem beneficiados apenas os trabalhadores que ajuizaram ação até a decisão do STF, que ainda não tem nova data, mas deve ocorrer esse ano, diante de estar há anos esperando decisão e pela quantidade de ações ajuizada em maio de 2021 com o mesmo pedido.


Mas, ATENÇÃO: Qualquer pessoa que ajuizar a ação antes dessa data estará ajuizando baseada numa probabilidade da decisão e como medida de precaução. Não há garantias de que sua ação será abrangida pela procedência do pedido de revisão.


Quando devo receber se ganhar a ação?


• Atualmente, o cálculo do FGTS é feito com base em 8% do salário, acrescido de juros de 3% ao ano e da correção monetária baseada na TR.


• O valor a ser recebido vai depender de acordo com cada caso e períodos em que o trabalhador teve depósitos no FGTS.


• Contacte-nos, temos profissionais com experiência que poderão assessorá-lo com a segurança técnica necessária e merecida. Vamos analisar de forma personalizada o seu caso!


• Caso tenha ficado alguma dúvida não deixe de me mandar um e-mail: britoebarroadvocacia@gmail.com ou entrar em contato (11) 91113-1133 (Dra Nara Brito).


• Conteúdo criado por Nara Brito Barro – Advogada e Mediadora Sistêmica.


• Te ajudamos com o conteúdo? Espero que sim!!! Clique no coração abaixo caso tenha ajudado.


Continue lendo:


O que fazer quando a empresa que eu trabalho encerra as atividades?

Visão monocular pode aposentar como pessoa com deficiência - É LEI!

Você conhece algumas das opções para solucionar conflitos sem ajuizar uma ação na Justiça?


33 visualizações0 comentário