• Nara Brito Barro Advogada

Como evitar compra em sites falsos e o que fazer se isso acontecer?

Atualizado: 24 de Nov de 2019




Atualmente os consumidores estão utilizando a internet para adquirir seus produtos, diante da facilidade e em busca de melhores preços.


Mas, precisamos ficar bastante atentos aos sites que vendem os produtos de forma online, pois muitos são falsos (fakes) e o consumidor ao final não vai receber a sua mercadoria e quando perceber que caiu num golpe é tarde demais.


Como fazer para verificar a veracidade dos sites? Vamos dar algumas dicas que podem prevenir essa situação.


Os sites mais recomendados e confiáveis seguem diversas regras e você deve ir conferindo uma por uma:


1ª) Busque por selos de segurança


Sim!! Ao final de cada página dos sites existem selos de segurança que ao clicar, abrem outra janela e certificam que aquele site é seguro.

ATENÇÃO: Possuir a imagem do selo no site não é suficiente para que certifique que ele seja verdadeiro, você precisa conferir por si só se o selo é real, e para isso, clique em cima, se não abrir o site de certificação, então ele é fake. Veja:



O site compre e confie verifica a segurança de alguns sites pelo selo dele: https://www.compreconfie.com.br/


2ª) Pesquise no Reclame Aqui


SEMPRE confira a reputação da empresa no site do Reclame Aqui. Muitos consumidores postam reclamações sobre a experiência da compra, se atrasa, se houve atualizações na compra, se os comerciantes sumiram. Ali você tem um indicativo se você vai passar pela mesma situação.


3ª) Compare os preços em sites especializados

Compradores podem ficar de olho nas ofertas dos produtos por meio de comparadores de preço. Esses sites reúnem promoções de lojas virtuais para indicar onde a compra vale mais a pena, além de permitir configurar alertas via e-mail de descontos e fornecer o histórico de preços para descobrir quando a oferta oferecida é real. Dentre eles: Compare Tech Tudo; Buscapé e Zoom.


4ª) Confira o link, o domínio e se a conexão é HTTPS


Parece complexo? Mas é simples!! Vejamos:


1. O golpe homográfico consiste em registrar domínios que buscam imitar a aparência de sites famosos. Fique de olho em URLs suspeitas, como “amaz0n”, “go0gle”. A dica também vale para domínios menos populares: endereços terminados com “.br” “.edu” e “.org” costumam ter mais credibilidade do que “.biz” e “.net”.


Então verifique se o link traz um domínio diferente de uma loja com nome parecido. Ex: o site correto Eletro Zema, e o site fake traz Zema Eletro.


2. Sites que lidam com login, senha, informações de pagamento e outras informações pessoais devem ter, obrigatoriamente, conexão segura com o protocolo HTTPS.


Para ter certeza de que o acesso é protegido, busque pela sigla https no começo do endereço, ou verifique se o navegador mostra algum indicativo na barra de endereços: selo de “Seguro”, “Verificado”, “Protegido” ou o nome do certificado de segurança em verde.


Exemplo é o nosso site do Escritório que incia assim: https://www.britoebarroadvocacia.com


Por fim, se você já foi lesionado por um site falso (fake) faça uma consultoria jurídica com um advogado para tomar medidas judiciais imediatas e obter orientar quanto a denúncia do site. Se você tiver feito a compra com cartão de crédito informe sua operadora imediatamente para o cancelamento da compra.


Espero ter ajudado. Deixe seus comentários abaixo!


#sitefake #sitefalso #evitesitefalso #escritóriodeadvocaciaituiutaba #golpenainternet

4 visualizações

©2020 por Brito e Barro Advocacia e Consultoria Jurídica. Brasil - Ituiutaba-MG e São Paulo-SP.